Home / Destaque / Fábio Saad se diz “perseguido” após denunciar prefeita e afirma que agiu como aliado da base

Fábio Saad se diz “perseguido” após denunciar prefeita e afirma que agiu como aliado da base

O vereador por Várzea Grande Fábio Saad (PTC) usou a tribuna da Câmara Municipal nessa quarta-feira (17.02) para criticar o ex-senador Jaime Campos (DEM), e revelar que após denúncia sobre a contratação ilegal de empresa para fornecimento de medicamentos, “grupo político” do democrata passou a investigar a sua vida para tentar desmoralizá-lo perante a sociedade.

Saad começou a sua fala no Legislativo reafirmando que tem documentos que comprovam irregularidade na contratação da empresa Dental Centro Oeste por parte da Prefeitura.

“A denúncia é comprovada com documentos. Não é uma denúncia factoide como o auxiliar de foro íntimo (Jaime Campos) da prefeita fala. Eu acreditava que fazia parte da base da prefeita Lucimar, mas diante da falcatrua, da roubalheira, que Várzea Grande não aguenta mais isso, fui comunica-la do fato. Fui como companheiro, como aliado da base”, relatou Fábio ao afirmar que entregou todos os documentos apontando as irregularidades na contratação para Lucimar.

Segundo ele, após a denúncia “vir à tona”, pessoas ligados a Lucimar teriam falado que ele (Fábio) estava tentando “tirar proveito da situação” e que as denúncias não seriam verdadeiras. O parlamentar relatou que a primeira Comissão de Sindicância instaurada por Lucimar para investigar os fatos, realizou o seu papel apontado à fraude, além de solicitar o afastamento dos secretários Cassius Clay (Saúde), Vivian Arruda (Administração) e Sadora Xavier (procuradora geral).

“Muito me encabula, a prefeita destituiu a Comissão montada por ela, e escrito aqui: Comissão Permanente de Sindicância. Que permanência é essa que quando prova o fato é destituída? Aí se monta outra Comissão. Para quê? Ah eu entendi para quê! Para chegar e falar que não houve o desvio, como está sendo publicadas notinhas, falando que não houve o empenho”, declarou ao mostrar o documento que comprovaria o empenho; “Ou esse documento aqui também é falso” falou.

Fábio disse que o ex-senador Jaime Campos foi na Câmara Municipal e desrespeitou os vereadores ao falar que o legislativo é um “antro de corrupção” e que os parlamentares tem que “parar de mamar”. “Dá nome. Quem foi? Quer mudar Várzea Grande como? Colocando as coisas para debaixo do tapete? Passou esse tempo. Acabou. Várzea Grande quer mudança. O povo está cansando disso”, disparou.

Saad fez questão de destacar que em nenhum momento pensou em solicitar o afastamento da prefeita Lucimar Campos.

“Se o afastamento for para ocorrer, que venha de forma legal. Que a justiça se posicione, que a imprensa também se posicione. Porque vamos provar com fatos tudo que aconteceu, com documentos. O problema é que nós estamos cansados de ser desmoralizados”, disse o parlamentar ao apresentar um requerimento convocando Lucimar Campos para explicar sobre o processo de contratação da Dental Centro Oeste.

E acrescentou: “Por que falar que quer uma administração  transparente, limpa, digna, mas não mostrar para onde iria os R$ 2 milhões? Eu acredito que ela possa fazer uma boa gestão, mas vamos culpar quem fez isso. Faz anos que Várzea Grande perde dinheiro e não consegue restituir. E desta vez não se perdeu o dinheiro porque o legislativo fez o seu papel, como sempre faz”.

O vereador declarou ainda que quando apresentou a denúncia a Lucimar e ao ex-senador Jaime Campos (o qual ele chama de auxiliar de foro íntimo), eles falaram que o parlamentar foi para “cobrar propina”, e em seguida começaram investigar a sua vida para tentar achar alguma “coisa contra ele”.

“Tenho sete anos de mandato. Provavelmente estarei encerrando a minha carreira esse ano. Mas, eles não vão achar nada. Não vai achar, pode continuar procurando! Fica a vontade porque eu não vou me calar nessa Casa de Leis. Fui eleito por alunos meus. Por pessoas que me conhecem e vou respaldá-los até o último dia que ficar nessa Casa de Leis. Vou dar o respaldo, meus alunos podem ter certeza que tudo que falei quando lecionava, cumpri. Não tenho medo de falar a verdade, doa a quem doer”, finalizou, ao entregar o documento requerendo a presença de Lucimar na Câmara Municipal.

Veja Também

05

Governo retira incentivos fiscais da Moda Verão, Decorliz e outras empresas

O Conselho Estadual de Desenvolvimento Empresarial (Cedem) aprovou o fim do incentivo fiscal de cinco ...

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *